28/01/2011






Nenhuma luta haverá jamais de me embrutecer, nenhum cotidiano será tão pesado a ponto de me esmagar, nenhuma carga me fará baixar a cabeça. Quero ser diferente, eu sou, e se não for, me farei.

caio f. abreu (:

Um comentário:

Lαís Pαmelα :) disse...

Como sempre meu Caio F. com suas doces palavras.
Beijos :*